Uma noite de reveillon

https://i0.wp.com/img13.imageshack.us/img13/5024/umanoitedereveillon.jpg

O reveillon é aquele tipo de rock especial, tão especial que só acontece uma vez por ano, tão especial que as pessoas se mobilizam pra usar roupas de uma cor só, tão importante que não pode chover.

Pra um dia ser mítico ele só precisa ser reveillon e ter planos de encontro com aquela gostosa que te deixa molhadinho. Sim, assim foi meu fim de ano, um encontro com a gata que me faz correr pelas ruas quando está por perto.

Camburi, Vitória – ES. Marcamos de ir pra casa de um amigo pra calibrar antes de ir ver a queima de fogos à beira-mar. O encontro estava marcado há dias antes do reveillon, eu tinha certeza que encontraria com ela. A presença dela marcava o final da noite pra maioria, mas não pra mim. Com um pré-aquecimento de algumas long necks, uma batida de coisa que juntas deu um sabor perfeito a bebida, mas o momento vodka com três garrafas presentes, eu esperava ansioso a sua chegada.

Nos distraímos com a queima de fogos, cantamos, nos abraçamos, esquecemos de tudo, eu até esqueci do meu encontro marcado, nem lembrava mais. Paramos por um momento e terminamos de ver a queima de fogos, pensando no ano que passou e no ano que vai passar. Cada um em seu mundo silencioso.

Nos infiltramos em meio a multidão logo após a queima de fogos, éramos os reis nesse dia. Era um dia que eu não percebi ninguém a minha volta, eu tinha um foco que não saia da minha cabeça, eu tinha que ser memorável. O primeiro encontro do ano tem que significar alguma coisa.

O tempo passou correndo por mim, hesitei tateando o bolso e aliviado encontrei minha carteira. Suspirei e me peguei olhando pra céu escuro da noite de reveillon, me perguntando se ela viria mesmo, se viria acabar com a noite perfeita só por mim, só pela minha presença. A presença dela não era muito desejada entre os zumbis da noite de reveillon, cuja orla estava infestada.

A noite estava em seu fim e eu em algum momento nela me esqueci do meu encontro. Coisas me chamaram mais atenção do que a promessa dela de fazer dessa noite especial. Peitos me chamam a atenção. Não tenho e não quero ter culpa disso. Foi um acontecimento que me prendeu e me fez esquecer. Arrisco dizer que todos esqueceram, estavam todos curtindo sem preocupações, sem limites, sem esperar por nada inesperado.

Uma noite de reveillon em que a chuva furou comigo. Ainda assim foi especial.

@emanoelsimon

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Devaneios

3 Respostas para “Uma noite de reveillon

  1. Foda cara.
    ASOSAKASOASKSAO euri.

    A historia foi exatamente essa, maldita chuva, que fez muitos ficarem em casa e ela nem si quer apareceu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s