O dom de ser invisível

Oi, muito prazer. Eu sou o homem invisível e vou falar pra vocês como é bom ser invisível.

Sou de família humilde, não sou invisível por que quero. Eu nasci assim, não tive escolha, nasci invisível. Vocês podem não ver, mas existem vários iguais a mim nas ruas. É como um universo paralelo. Vocês não vêem a nossa gente, não tem como se importar com algo que não vê. Eu não culpo você humano por nós invisíveis sermos ignorados, afinal, é como eu já disse, nós nascemos assim.

Mas nós, nós vemos vocês. Nós estamos aqui todos os dias vendo vocês, observando vocês, vendo vocês acordando pra andar no parque, enquanto nós já moramos no parque. Nós vemos vocês indo trabalhar, enquanto nós nunca arrumamos emprego. Vemos vocês no churrasco com a família, enquanto nós não podemos comprar comida. Vemos vocês brincando com seus filhos, enquanto nós temos que ver nossos filhos pedir e roubar. Vemos no almoço quando procuram o melhor restaurante, enquanto nós temos que… temos que ficar olhando.

Uma vez uma criança me viu e correu de medo, eu a fiz chorar. Os humanos têm medo de nós e quando nos vêem querem nos destruir, posso ouvir os pensamentos deles, ver o olhar deles. Vocês não podem nos ver, mas sabem que estamos aqui, isso vocês sabem.

Por sermos invisíveis, temos a sensação de que somos ignorados, mas sabemos que não é assim. Sabemos que os humanos não nos odeiam só que não nos enxergam, mas saber que não é por querer não nega o sentimento ruim que passa. Por isso moramos assim, debaixo de pontes e casas abandonadas, nas estações de metrô e terminais a noite. Moramos em qualquer lugar onde não ha humanos, onde não desejaremos ser humanos, onde não desejaremos os mesmos direitos. Não podemos desejar direitos iguais se não somos iguais, então… então a gente se esconde.

Eu sonho com isso toda noite que consigo dormir, sonho em ser humano um dia. Sonho ser igual a vocês. Poder fazer tudo sem olhares de desprezo, poder fazer meus filhos felizes, ir ao parque com eles, dormir em camas quentes. Eu arrisco a dizer que nós invisíveis só queremos ser notados, ser notados como humanos, como iguais.

@emanoelsimon colaboração @PalomaScheffer

5 Comentários

Arquivado em Devaneios, Protesto

Ódio

O ódio é um sentimento intenso de raiva. Traduz-se na forma de antipatia, aversão, desgosto, rancor, inimizade ou repulsa contra uma pessoa ou algo, assim como o desejo de evitar, limitar ou destruir o seu objetivo. A palavra tem origem no latim odiu. O ódio pode se basear no medo a seu objetivo, já seja justificado ou não. O ódio é descrito com frequência como o contrário do amor, ou a amizade; outros como Elie Wiesel, consideram a indiferença como o oposto do amor. O ódio não é necessariamente irracional. É razoável odiar pessoas ou organizações que ameaçam ou fazem sofrer. O ódio, tal como o amor, alimenta-se com as menores coisas, tudo lhe cai bem. Assim como a pessoa amada não pode fazer nenhum mal, a pessoa odiada não pode fazer nenhum bem. O ódio tem melhor memória do que o amor. A grande arte exige amor e ódio. O ódio revela muita coisa que permanece oculta ao amor. Lembra-te disso e não desprezes a censura dos inimigos. O ódio é o prazer mais duradouro, os homens amam com pressa, mas odeiam com calma. O amor está mais perto do ódio do que a gente geralmente supõe. São o verso e o reverso da mesma moeda de paixão. O amor afirma, o ódio nega. Mas por cada afirmação há milhentas de negação. Assim o amor é pequeno em face do que se odeia. Vê se consegues que isso seja mentira. E terás chegado à verdade. Nada une tão fortemente como o ódio – nem o amor, nem a amizade, nem a admiração. Não se odeia quando pouco se preza, odeia-se só o que está à nossa altura ou é superior a nós. O olhar de quem odeia é mais penetrante do que o olhar de quem ama. O que precisamos é de ódio, dele nascerão as nossas idéias. O que as pessoas querem é o ódio, o ódio, nada mais do que o ódio, em nome do amor e da justiça, odeiam. O ódio espuma. Domine seu ódio e terás o mundo. O amor nos deixa fraco, o ódio nos fortalece. Posso ter todo ódio do mundo por você, mas nunca saberás que ele existe. Homens ofendem por medo ou por ódio. Por fim, não levo ninguém a sério o bastante para odiá-lo.

Texto escrito por eles:

Wikipédia • Honoré de Balzac • Leonardo da Vinci • George Byron • Érico Veríssimo • Vergílio Ferreira • Anton Tchekhov • Friedrich Nietzsche • Paulo Francis • David Lawrence • Jean Genet • Maquiavel • Bertold Brecht • Zuenir Ventura • Wilian Jañez • Profanus • Cristhoffer (…)

Nenhuma palavra minha neste texto, apenas junção de frases sobre ÓDIO e um pouco de amor.

@_jotinha

Deixe um comentário

Arquivado em Variados

Mil e um estereótipos

Antes de qualquer coisa que eu escrever aqui, nós vamos concordar que em uma faculdade existe muita gente estranha. Mas e quando esse estranho é o professor? Vou esparrar uma parada aque nessa bagaça. No meu curso só tem professor entranho, mas é tudo sagaz. Não parece, mas é. Eheuheue

Eu posso falar que todos os meus professores são legais. Eu não estou puxando saco até por que eles não lêem meu blog. =p Vendo isso de uma forma geral eu percebi que temos os mesmos estereótipos de professores em todos os cursos basicamente.

Começar com O gente boa, aquele que passa só trabalho em sala, e quando passa algo mais complicado prorroga as datas de entrega até os 49 do segundo tempo ele geralmente já tem uma certa idade, é casado e sente falta do seu tempo de garotão comedor pica das galáxias.

Temos também O sou foda. O sou foda é aquele que realmente é foda e sabe disso. É um dos piores, mas também é com ele que você mais vai aprender. Ele não tem medo de contar seus podres, não se importa em ser visto em lugares tensos, não se importa em falar qualquer coisa, isso por que ele é foda.

Um que sempre tem é O velhinho. Todo curso tem um professor velhinho. Aquele que fala, fala, fala e fala. Só fala! É do tipo que tem um conhecimento féla da puta pra passar e descobriu o pior jeito, o jeito mais “porre” de passar.

Não podemos esquecer de O garotão. Esse tem na faixa de 49 a 59 anos fisicamente e 19 a 29 mentais. É aquele que fala: Brother, colé, sangue bom, tá tranqüilo e pods crer. Essas são gírias típicas de O garotão. Ele passa trabalhos super fáceis e muitas das vezes são práticos. Ele faz isso por que não teve essa oportunidade quando ele fez o curso há 30 anos.

A drogada. Ela é super viajada, conhece milhões de pessoas, milhões de lugares, e tem um certo delay diante de perguntas, ou até sem elas. O.o pra falar. Não necessariamente tem que ser mulher, só mudei pra manter a cota. O próximo é negro.

O invisível. É aquele que ninguém nota. Só descobrimos que ele existe quando sai às notas.

A feia. Essa existe em todas as partes, não tem escapatória. É aquela que é super inteligente, mega gente boa, engraçada pra caralho, mulher perfeita pra casar se não fosse por um problema, geralmente A feia, é muito feia.

Temos O entendido. É aquele que o que você perguntar sobre sua matéria o cara te responde de uma forma que você entende mesmo sem querer. É comum O entendido ter algumas peculiaridades, como uma forma diferente de falar com um sotaque estranho, ou ele pode ter um jeito próprio de pegar no pincel atômico, ou sei lá, um jeito estranho de sentar. Pode ter tudo isso de uma vez também, mas sempre seguido de uma letra que mais parecem hieróglifos.

A gostosa. Essa é rara. Tamanha sua raridade que nunca vem acompanhada de outra qualidade. Gostosa e ponto! Só sabe falar da carreira, do marido e de tudo que fez pra chegar até onde está.

Isso é só o que eu lembrei agora. Esse espécie de ser humano cresce cada vez mais e estão se diferenciando, criando bifurcações em sua evolução. Existem milhares e pretendo catalogar todos eles aqui.

Uma boa noite pra todos vocês.

@emanoelsimon

2 Comentários

Arquivado em Variados

Tutorial: Como entrar e sair de um banco sem metralhar ninguém

Bancos, independente de qual seja, do quão confortável é ou do quão chique ele podem ser, todos são odiados. Até os velhinhos que fora dos bancos são uns mimos, fazem biscoitos e contam historias. Mas dentro dos bancos são os seres mais temidos e odiados, mais até que o próprio gerente da agência.

O primeiro problema que não chega a ser um problema, mas que incomoda e a porta. O banco sempre tem varias portas de entrada, uma normal, uma que aperta um botão e uma dupla. Você é automaticamente atraído pra porta de botão, aperta e nada, aperta novamente e nada, da uma puxadinha involuntária na porta já procurando outro meio de entrar. Porta normal, sempre trancada, fato! Porta dupla, quando você puxa tem que empurrar, quando você empurra tem que puxar, mas basta um erro pra acertar de segunda.

Auto propaganda quase sempre significa que uma coisa não é exatamente aquilo que quer passar, portanto, se o nome é caixa rápido é provável que ele não seja rápido. Quando temos velhinhos na fila então… Cadê o caixa rápido especial pra velhinhos?

Ao chegar à porta giratória você já é um vencedor. Ela equivale a um miniboss dentro de um banco. Tiramos tudo dos bolsos e a porta continua apitando e travando. Tira chave, tira celular, tira moeda, tira, tira, tira… Até que finalmente o guarda percebe que você não vai metralhar ninguém, (não que você não queira, mas pelo fato de não ter uma metralhadora escondida no cu!), o guarda diz “puxa a porta, PUXA A PORTA! AGORA VEEM! Nesse momento tudo é magia, você se arrepia. Tudo se move em câmera lenta, você não acredita que vai acontecer. Um toque, um toque na porta é suficiente pra ela ceder. Ela gira e uma lagrima involuntária desce cascateando seu rosto de encontro ao chão. Você está dentro.

O macete ao passar pela porta giratória é entes de qualquer coisa, antes até mesmo da primeira respirada que você da pra puxar o ar frio do condicionador de ar é você da uma olhada em 360° a fim de localizar todos os 15 pontos de senhas. Corra o mais rápido possível. Não se importe se alguém te olhar esquisito, por que quando você for atendido primeiro que ela o olhar de “sou foda” vai ser seu.  Com 15 senhas nas mãos agora é hora de lembrar pra que você foi ao banco. Feito isso siga para as cadeiras e sente meu amigo. Uma dica é nesse tempo ficar de olho em quem entra no banco para que possa vender 14 senhas que vão sobrar. Cinco reais a senha é um bom preço.

Finalmente, final boss. Os velhinhos. Muita calma nessa hora por que é nessa hora que a maioria desiste. Sim, eles entram na frente de todo mundo sem nem dar satisfação, ficam fazendo hora com cara das mulheres do caixa só pra demorarem mais, andam extremamente devagar pra chegar ao caixa, não escutam os xingamentos alheios ou fingem que não escutam. E o pior de tudo, ninguém tem coragem de falar nada, parece que isso é correto. O segurança finge que não esta acontecendo nada, todos fingem. Velhos deve ser uma máfia gigante, aonde eu vou eles fazem isso. Sem falar que muitos eu já vi até descer pela porta da frente do ônibus, nem se da ao trabalho de pular roleta esse FDPs.

@emanoelsimon

Deixe um comentário

Arquivado em Humor, Variados

Visita inesperada

Cheguei cansado do trabalho tomei um banho e fui direto pra cama. Estava quente aquele dia e eu queria dormir, mas ela vinha me provocando à noite toda, não me deixava dormir, foi muito intenso. Quando vi que não iria conseguir dormir tentei de tudo para acabar com aquilo. Usei as mãos, as pernas e até acessórios, mas ela continuava lá, não me deixava. Uma, duas, três, varias vezes numa noite. Tentei mudar de posição, mas aquilo não acabava. Depois de muito esforço ela sumiu e eu até tive alguns minutos de sossego, mas ela voltou e acompanhada. Agora são duas, eu não estava aguentando uma e agora são duas! Eu não sabia mais o que fazer não aguentava mais aquela noite. Madrugada adentro íamos os três. A noite estava realmente quente e a cama encharcada de suor me incomodava ainda mais, não estava agüentando aquilo tudo. Levantei da cama pra longe daquelas duas e fui tomar um banho pra esfriar a cabeça e tomar uma decisão. As duas continuavam lá quando voltei, me esperando, insaciáveis, queriam o meu sangue. Já desesperado e como ultimo recurso pedi ajuda a minha esposa pra que matasse essas malditas moscas.

@cariocaesteves e @emanoelsimon

9 Comentários

Arquivado em Variados

Alegria /

Hoje acordei empolgado,a primeira coisa que fiz foi entrar no Orkut e ler a sorte de hoje, ele me dizia que tinha que conhecer gente nova, fiquei empolgado com aquilo, fui ler meus scraps e respondi a todos, adoro esse recados coloridos mandei os meus pra todos os meus amigos como faço diariamente, fui tomar meu banho meu café e seguir o meu destino, conhecer gente nova, infelizmente tive um problema eu fui na creche do bairro, mas fui confundido por pedófilo apanhei de algumas mãe ensandecidas e expulso daquele local, eu apenas estava seguindo minha dica do dia, tentei explicar, mas estavam ocupadas demais me batendo, alguns dentes a menos, mas a vida continua, ainda tinha que ir trabalhar, subi no ônibus e fui envolvido por uma alegria espontânea de uma placa que me pedia para sorrir, infelizmente o trocador achou que eu estava dando emcima dele eu acabei apanhando e sendo jogado para fora do ônibus, mas nada ia me fazer ter um dia ruim.
Resolvi andar até o trabalho, uma caminha sempre faz bem para o coração, eu so tinha que atravessar a cidade embaixo de um sol de 45º graus, mas nada ia tirar minha alegria, chegando perto do trabalho fui parado por alguns moradores de rua, que tentavam me vender algumas balas, estava sem dinheiro, mas tentei compartilhar com eles minha alegria, eles me retribuíram uma rasteira um chute na costela e algumas palavras carinhosas, bom nada tirava minha alegria, pelo menos agora eu tinha uma desculpa para chegar atrasado sem tomar advertência do chefe.
Cheguei no trabalho,estava feliz por estar vivo, dei um bom dia bem carregado a todos, minha alegria transparecia, mas parecia que todos estavam tendo um dia ruim, caras fechadas e tristes dominavam meu setor, era minha obrigação animá-los, liguei as minhas caixinhas de som com meu CD do Sidney Magal bem alto e fui até o andar de baixo buscar um café, quando voltei, parece que aconteceu um acidente e minhas caixas de som voaram pela janela junto com meu cd, mas nada tirava minha alegria, meu chefe nesta hora apareceu na sala para dar um comunicado, estava empolgado, eu tinha lido o horóscopo e ele tinha tido que era dia de grandes mudanças na minha vida, estava confiante de um aumento uma promoção, e uma demissão, como? Uma demissão?… essa eu não esperava, porém nada tira minha alegria, tenho mais tempo livre para estudar e me dedicar a coisas, meu hobbies, eu tenho que achar um hobbie, trabalhava mais de 7 anos naquela empresa e não sei mas o que fazer da vida, mas não vou desanimar, estava voltando pra casa quando desmaie na rua.
Acordei 3 dias depois do coma, o medico me explicou que a insolação que eu peguei agravo um aneurisma na minha cabeça devido aos recentes espaçamentos que tive, e que infelizmente demoraram a me operar, pos não conseguiram contato com a minha família para liberar meu cartão do plano de saúde e ficaram algumas seqüelas, algumas coisas tortas, mas nada que tire minha alegria, e que também enquanto estava em coma, minha casa tinha pego fogo por ter deixado o computador ligado, o cachorro com fome acabou mordendo os fio iniciando um curto pela casa, por sorte minha mãe não estava em casa, ela morreu do lado de fora da casa de infarto porque tinha acabado de descobrir que eu era gay, o problema que eu nem sabia que era, parece que o medico que cuidou de mim durante o coma, fez muito mais do que soh cuidar, isso deve explicar as freqüentes dores nas costas, descobri que ele foi demitido, mas continuo a receber flores bombons e Cds da Ana Carolina, mas nada tira minha alegria.
Semana que vem receberia alta do hospital, mas infelizmente uma estagiaria, trocou meus medicamentos, e estou com pequeno grau de esquizofrenia, mas isso não vai tirar minha alegria nem esse pote arsênico que estou tomando, ou minhas tentativas de desligar meus aparelhos, ou ate mesmo meus subornos para me doparem o dia todo, eu digo nada mais nada mesmo vai tirar minha alegria.

@cariocaesteves

1 comentário

Arquivado em Variados

Crise. Crise. Crise.

Crise. Essa talvez seja a palavra. Crise. Que momento, fase, sentimento é esse? Crise. A minha nem é tão grande e talvez nem tão importante. Só sei que é temporária. Isso me conforta. Mas não me deixa pensar, não me deixa seguir. Crise. Olha ela ai de volta. Estou estático. Não consigo voltar e nem prosseguir. Crise. O que fazer? Como fazer? Como começar? Como seguir? Quero voltar, como volto? Crise. Escolhas me surgem. Quero um destino. Mas quero seguir o destino certo. Nunca sabemos qual é o certo. Isso me preocupa. Será que estou fazendo o certo? Não sei. Crise. Nunca me deixa, vai, mas sempre volta. Insiste em voltar, o que eu fiz? O que te fiz? Mereço? Não mereço, penso, logo sofro. Sofrer, eu não quero mais sofrer. Quero decidir, mas decidir sem sofrer. Mas como não sofrer? Não pensando! Mas como decidir sem pensar? Crise. E ela voltou. Ela sempre volta. Não quero mais. Desisto. Aqui fica a minha despedida. Crise. Não, chega de crises. Hoje eu decido, hoje eu não sofro, pensarei em uma decisão e ela eu cumprirei. Ouço tiros, isso não é uma crise. Isso é real. Sirenes? O que está acontecendo. A luz apagou. Não consigo parar de digitar. O que esta acontecendo? Responda-me! Por favor. Quem é você? Porque esta me olhando e não me diz nada… Onde estou e por que tudo sumiu? A luz voltou. Minhas coisas voltaram. O que aconteceu? Porque continua me olhando e nada diz? Afinal, quem é você? Oh, Deus, estou sangrando, mas não sinto nada. Não consigo parar de digitar. Preciso de ajuda. Ajude-me, eu te peço. Porque está rindo?

Se isso não faz sentido pra mim, porque teria que fazer para você, mas se fez, por favor, comente, gostaria de entender.

@_jotinha

1 comentário

Arquivado em Devaneios

Pai, eu tô gravida!


Vi esse vídeo-áudio, que a @luanathomasi postou no Twitter e achei muito interessante, não tem imagem, é apenas um dialogo entre a filha grávida e o seu pai, você gostaria de dar essa noticia pro seu pai? Talvez um dia, mas agora?…

Vale a pena ouvir os 7 minutos, é muito engraçado mas não é só isso, passa um pouco da irresponsabilidade que os jovens possuem hoje em dia, então, use camisinha. rs

– É um pouco antigo, talvez muita gente e você já tenha visto, mas a mensagem é atual.

@_jotinha

Deixe um comentário

Arquivado em Humor, Informativos, Sexo

Uma noite de reveillon

https://i0.wp.com/img13.imageshack.us/img13/5024/umanoitedereveillon.jpg

O reveillon é aquele tipo de rock especial, tão especial que só acontece uma vez por ano, tão especial que as pessoas se mobilizam pra usar roupas de uma cor só, tão importante que não pode chover.

Pra um dia ser mítico ele só precisa ser reveillon e ter planos de encontro com aquela gostosa que te deixa molhadinho. Sim, assim foi meu fim de ano, um encontro com a gata que me faz correr pelas ruas quando está por perto.

Camburi, Vitória – ES. Marcamos de ir pra casa de um amigo pra calibrar antes de ir ver a queima de fogos à beira-mar. O encontro estava marcado há dias antes do reveillon, eu tinha certeza que encontraria com ela. A presença dela marcava o final da noite pra maioria, mas não pra mim. Com um pré-aquecimento de algumas long necks, uma batida de coisa que juntas deu um sabor perfeito a bebida, mas o momento vodka com três garrafas presentes, eu esperava ansioso a sua chegada.

Nos distraímos com a queima de fogos, cantamos, nos abraçamos, esquecemos de tudo, eu até esqueci do meu encontro marcado, nem lembrava mais. Paramos por um momento e terminamos de ver a queima de fogos, pensando no ano que passou e no ano que vai passar. Cada um em seu mundo silencioso.

Nos infiltramos em meio a multidão logo após a queima de fogos, éramos os reis nesse dia. Era um dia que eu não percebi ninguém a minha volta, eu tinha um foco que não saia da minha cabeça, eu tinha que ser memorável. O primeiro encontro do ano tem que significar alguma coisa.

O tempo passou correndo por mim, hesitei tateando o bolso e aliviado encontrei minha carteira. Suspirei e me peguei olhando pra céu escuro da noite de reveillon, me perguntando se ela viria mesmo, se viria acabar com a noite perfeita só por mim, só pela minha presença. A presença dela não era muito desejada entre os zumbis da noite de reveillon, cuja orla estava infestada.

A noite estava em seu fim e eu em algum momento nela me esqueci do meu encontro. Coisas me chamaram mais atenção do que a promessa dela de fazer dessa noite especial. Peitos me chamam a atenção. Não tenho e não quero ter culpa disso. Foi um acontecimento que me prendeu e me fez esquecer. Arrisco dizer que todos esqueceram, estavam todos curtindo sem preocupações, sem limites, sem esperar por nada inesperado.

Uma noite de reveillon em que a chuva furou comigo. Ainda assim foi especial.

@emanoelsimon

3 Comentários

Arquivado em Devaneios

Dicas de Relacionamento #tempoatoa

Tenho recebido muita reclamações esse fim de ano por pessoas devido a seus relacionamentos, ate tive problemas por causa de um a pouco tempo, é namorado ruim pra ca namorada ruim pra lá.
Chega! eu vim aqui acabar com esse problema, agora trarei o segredo de como manter um bom relacionamento e ser eternamente feliz sem precisar de álcool ou drogas.
Primeiro arrume um namorado ou namorada, senão fica complicado seguir as dicas a seguir, precisa de um relacionamento de verdade, sua mão direita e as mulheres da internet não contam.
Dica 1 – Seja sincero. A sinceridade é o pilar de todo relacionamento, quanto mais sincero você for melhor será pra vocês. Exemplos, se ela pergunta pra você q ela esta gorda, seja sincero, responda que ela esta enorme, uma leitoa pronta pra ceia, da à conta do amortecedor do carro pra ela, avisa que não é o vestido que está com costura apertada é o corpo dela que esta fugindo dali, não se pode embrulhar baleia com sacola pra pão. E você namorada, também seja sincera, não diga que seu namorado é o Vin Diesel só porque é careca, diga a verdade, diga que o cabelo dele não vai crescer mais, e a barriga dele não é sexy, que você pode até amá-lo mas não porque ele é bonito, que ser duro só é legal se for na cama. Sinceridade amigos, sinceridade é base de tudo.

Dica 2 – Ciúmes. É uma coisa totalmente saudável em um relacionamento, todos precisam ter ciúmes, então faça pra que aconteça, se você tiver uma prima gostosa, chame pra dormir na sua casa, trate a como uma irmã carinhosa, faça brincadeiras na frente da sua namorada, ela vai adorar. Bom chame aquele seu amigo arroz pra sua casa, avise seu namorado que ele ta por ae, mas não deixe seu namorado vir pra sua casa. Afinal, você convidou só o arroz. Faça isso, ele vai amar.

Dica 3 – Prioridades, escolha suas prioridades, se sua namorada lhe chamar para passar um Final de semana com ela não vá, fique em casa estudando, seu futuro profissional é muito mais importante, afinal ter que estudar para as provas é bem mais reconfortante do que sexo, e tudo que se pode usufruir de um namoro, mas não desista continue ligando para tentar convencê-lo a mudar de idéia e não o deixe estudar, afinal você tem que provar que é mais importante que os estudos dele. No final das contas saiam os dois para a noite e na segunda feira quando se encontrarem novamente contém a experiência um pro outro, vocês irão ver como vão renovar o relacionamento, experimentem.

Dica 4 – O futebolzinho de domingo o cinema com as amigas- são coisas sagradas, mesmo que seu companheiro estiver morrendo não falte, vai mostrar que você é comprometido e tem responsabilidade com seus compromissos, mesmo que avó dela tenha morrido, ou ele perdeu o emprego, lembre-se foco no que é importante, lembre-se das prioridades.

Dica 5 – Apelidos Carinhosos. Chuchuzinho, moranguinho, pãozinho, se quiser quer seu relacionamento afunde escolha um desses ae, mas o que queremos é um upgrade no relacionamento, precisamos melhorar, experimente cabeção, cabeça de moringa, testa de ferro, minimin, popozuda, chame pelo nome das amigas gostosas dela, chame-o de nem, vai melhorar e muito o dialogo entre os dois.

Dica 6 – Viagem. Viajar sempre sozinho. Avise já seu companheiro, que você vai pro litoral no carnaval encher a cara, mas não quer sua(seu) namorado(a) por perto, só esta evitando problema de alguém descobrir que você não é solteira e perder a curtição. Avise-o na véspera de viajar ou só quando já estiver por lá, e tenha uma ótima curtição.
Espero conseguir abrir a mente de vocês com essas dicas, tenha um relacionamento saudável e feliz, e tenho certeza que depois de cumprir essas dicas, mulheres saberão que um vibrador pode valer à pena, e homens, a mão nunca te deixa na mão.

Obs. O #Tempoatoa adverte possíveis efeitos colaterais e não se responsabiliza por tentativas de assassinato, suicídio, psicose, ataques, dependência química, alcoolismo e fugas.

@cariocaesteves colaboração @japanarita

1 comentário

Arquivado em Variados